Como prevenir pneus furados

Há poucos sentimentos tão frustrantes quanto o de perceber que você está a muitos quilômetros de casa e o pneu da sua bike está murchando. Você aumenta a força na perna e segue mais um pouco, mas é inevitável – seu pneu está furado.

Mas se você tomar as precauções certas, pode aumentar suas chances de sair neste cenário desanimador. Embora existam maneiras bem rápidas de reparar um pneu furado, a melhor maneira de continuar rodando é evitar o furo, o que começa bem antes de você subir na bike.

Antes de pedalar

Quando você está se preparando para uma pedalada, seja no asfalto ou na trilha, dedique um tempo para inspecionar os pneus, buscando detritos como pequenas pedras pontiagudas ou vidros que podem ter penetrado na borracha. Mesmo que algum objeto desse tipo não tenha perfurado o pneu, fazer mais força sobre ele ou algum impacto pode forçá-lo mais adentro, furando a câmara. Ao remover esses potenciais problemas, as chances de furo já diminuem muito.

Garantir que os pneus estejam com a pressão adequada também é muito importante. O motivo mais comum para furos em pneus é a baixa pressão. Verifique na lateral do pneu qual é a pressão recomendada pelo fabricante. Normalmente, bikes speed têm seus pneus inflados entre 90 e 130 PSI, enquanto os pneus de mountain bikes ficam entre 30 e 50 PSI.

A maioria das bombas possui um medidor da pressão do pneu, então fique de olho para não colocar pressão demais também.

Tipos de furo

Existem algumas diferenças entre os furos que podem deixar um ciclista na mão, mas muitos deles são fáceis de evitar.

Se o pneu está inflado abaixo do mínimo recomendado, ao passar com a bike sobre pedras, meio fio ou bordas pontiagudas, a parede do pneu é forçada entre o aro e o objeto do impacto, o que causa pequenos furos na câmara.

No entanto, se o pneu estiver muito inflado, ele pode explodir ou a câmara pode sair pela borda do pneu.

Um furo que lentamente diminui a pressão do pneu também pode ocorrer. Ele faz com que você tenha de inflar o pneu com frequência. O problema desses furos é a dificuldade em encontra-los, já que são muito pequenos. Na maioria dos casos, compensa trocar a câmara por uma nova.

Os pneus corretos e os acessórios

Você também pode reduzir as chances de ganhar um furo por escolher um pneu que seja desenvolvido para resistir a furos. Muitos pneus possuem reforços que aumentam a proteção da câmara.

Você também pode amentar a proteção dos pneus instalando fitas anti-furo no pneu, que impedem a passagem de objetos pontiagudos para a câmara. Fica um pouco mais difícil tirar e colocar a câmara ao utilizar essas fitas. Existem também os selantes, que impedem o ar de sair pelos furos, pois os veda assim que se abrem.

Se você não quiser comprar pneus reforçados, pode optar por colocar câmaras mais resistentes. Muitos ciclistas concordam que este é o método mais barato e fácil de aumentar a durabilidade dos pneus e a resistência contra furos.

Reparando

Quando você troca um pneu furado, é crucial encontrar o furo e eliminar as chances de que isso ocorra de novo. Para fazer isso, localize o furo na câmara e depois localize o local correspondente no pneu, procurando por objetos pontiagudos, rachaduras ou outros danos. Como regra geral, sempre verifique a parte interna do pneu antes de colocar uma câmara nova, para evitar perder esta última caso haja algum objetivo perfurante.

Ao instalar uma câmara nova, faça com calma e paciência para diminui a chance de furá-la. Certifique-se de que a câmara está nivelada com o interior do aro e do pneu e distribuída uniformemente.

Fique atendo a essas dicas e tenha mais segurança e tranquilidade ao pedalar.