Cuidado, sua bike pode estar quebrada.

Para garantir nossa segurança e não sairmos pedalando uma bike com o quadro ou o garfo rachados, existem algumas medidas que podem ser tomadas por você mesmo, no local da queda, para verificar se sua bike está ou não comprometida.

Quem anda de bike nunca poderá descartar a possibilidade de quedas durante seus pedais, sejam eles radicais ou passeios noturnos mais tranquilos. Pensando pelo lado positivo, toda queda é um aprendizado.Por outro lado, além de danos à nós mesmos, danos no equipamento podem vir a ocorrer e causar dores de cabeça ou até mesmo acabar com nosso pedal mais cedo do que esperávamos. Para garantir nossa segurança e não sairmos pedalando uma bike com o quadro ou o garfo rachados, existem algumas medidas que podem ser tomadas por você mesmo, no local da queda, para verificar se sua bike está ou não comprometida.

1. Verifique se suas rodas estão tortas apenas girando-as. Se estiver girando incorretamente, identifique se o problema está no próprio aro ou se um dos raios não está solto.

2. Teste seus passadores de marcha, manetes de freio, trava da suspensão, controle do canote ou qualquer outro componente que fique no guidão e possa estar com mau funcionamento após a queda, afinal de contas, você não vai querer seguir pedalando se seu sistema de freio não estiver funcionando.

3. Pressione o guidão para baixo para verificar se não há estalos ou movimentos estranhos. Muitas vezes a pintura pode esconder alguma rachadura, que pode quebrar totalmente durante um pedal e causar ferimentos muitos sérios à você.

4. Verifique se a roda dianteira está alinhada com o guidão, pois muitas vezes, uma queda pode acabar por desalinha-los. Se isso ocorrer, será necessário um reparo rápido, onde você solta os parafusos da mesa e alinha tudo novamente.

5. Certifique-se de que o selim não foi danificado. Um selim torto ou rachado pode causar danos nas suas articulações com o tempo, ou até mesmo quebrar durante um pedal e fazer com que você se machuque em uma área sensível.

6. Veja se a gancheira (Peça que prende o câmbio no quadro) não entortou na queda. A gancheira empenada pode acabar jogando a corrente no meio dos aros da bike, que podem ocasionar um novo acidente. Caso tenha ocorrido isso, você pode voltar para casa pedalando, se afrouxar os parafusos de limite do câmbio traseiro para evitar que a corrente caia dentro da roda.

7. Procure no quadro e garfo (principalmente em regiões de solda) por rachaduras ou outros danos. Caso haja danos como rachaduras na estrutura do quadro pode ser necessária a substituição do mesmo, sendo aconselhável não voltar à pedalar ela até que a substituição dessas partes seja feita. Em casos como simples danos à pintura, dependendo do material que é feito o quadro da sua bike, podem haver corrosões causadas pela infiltração de água. Nestes casos, o mais indicado é fazer um reparo na pintura, seja com a tinta apropriada, seja com esmalte de unha com uma cor aproximada.

Para finalizar, dê uma geral nos outros componentes da bike, a fim de garantir que não há folgas ou possibilidade de danificar mais ainda alguma parte ou prejudicar alguma que ainda não esteja danificada, tornando necessária a substituição de alguma peça que não precisaria ser substituída.

 

Fonte: Free Force