Publicado em

Como regular seu capacete de ciclismo.

Todos sabemos que o capacete é o equipamento de segurança muito importante. Porém, para que ele funcione corretamente, é preciso que seu ajuste seja perfeito. Por isso, confira nossas dicas e pedale com mais segurança.

1 – Escolha o tamanho correto

O primeiro passo é escolher o tamanho correto do capacete. Embora cada fabricante tenha uma especificação, a tabela a seguir funciona em linhas gerais. Para medir sua cabeça, use uma fita métrica passando pelo centro da testa, aproximadamente dois dedos acima da orelha e contorne a cabeça até encontrar a outra ponta. O tamanho pode ser encontrado na parte interna do capacete (etiqueta).

XS (X-small) – extra pequeno / em torno de 47cm a 50cm de diâmetro

S (small) – pequeno / em torno de 51cm a 55cm

M (medium) – médio / em torno de 55cm a 59cm

L (large) – grande / em torno de 59cm a 63cm

XL (X-large) – extra grande / 63cm a 66cm

 

2 – Se possível, coloque o capacete

Alguns capacetes possuem um molde mais oval, já outros são mais arredondados. O ideal é vestir o capacete para ter certeza que ele se ajusta a sua cabeça. A dica é deixar o sistema de retenção totalmente aberto para certificar-se que o capacete, e não a retenção, possui o formato correto para sua cabeça.

3 – Ajuste a trava

Hoje em dia, a maioria dos capacetes possui um sistema de retenção. Por isso, o primeiro passo é apertá-lo o suficiente para que o capacete assuma a posição correta na sua cabeça – que deve ser centralizado, nem muito para baixo e nem muito para cima.

4 – Ajuste a tira

Ajuste as tiras para que não fiquem tortas ou dobradas. Feito isso, regule o comprimento da tira na trava de forma que seja possível passar três dedos por baixo dela.

5 – Ajuste o Y

Depois, ajuste o Y das tiras de forma que tanto a dianteira quanto a traseira fiquem igualmente tensionadas. Lembre-se que ela deve ficar tensionada para que o capacete não se movimente em tombos. O divisor das fitas deve ficar a cerca de dois dedos da sua orelha.

Os capacetes de bicicleta são itens fundamentais para a segurança nas diversas modalidades do esporte e também no uso da bicicleta como meio de transporte. Use-o devidamente ajustado e fique seguro ao pedalar!

Publicado em

Rolo de treino indoor. Uma ótima solução para pedalar em meio a crise do Coronavírus.

Fazer um pedal nos dias atuais onde estamos passando por uma crise na saúde com a pandemia de Coronavirus não é aconselhado devido a propagação e riscos de contaminação. Tudo isso parece dificultar a sua vida de ciclista, mas se você souber das vantagens que os rolos de treino têm para cada dessas e outras situações, vai virar fã deles.

Você já deve ter visto ciclistas usando equipamentos para pedalar “parados” em cima da bike, para se aquecer enquanto não partem para a linha de largada de uma prova.

Esses itens usados para essa hora são conhecidos como rolos de treino, peças fundamentais para o ganho de performance e manutenção do condicionamento físico.

Os rolos de treino são peças feitas para ciclistas usarem como apoios aos treinos nas trilhas e estradas.

Ao simular a pedalada nesses locais, o equipamento condiciona o físico de maneira similar aos pedais nas ruas. Nem que seja só pelo movimento de pedalar e pela intensidade e resistência.

Também, esses equipamentos são ideais para fazer um treino regenerativo, só para soltar as penas depois de um intenso dia de pedal.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE ROLOS DE TREINO?

SOLTO

Os rolos de treino soltos são bem simples, feitos em aço ou outros materiais, sem nenhum sistema de ajuste de engate para a roda traseira ou de resistência para rodar.

Basta colocar a bike em cima do rolo, se equilibrar e fazer o seu pedal durante o tempo que você ou seu treinador estabelecer. Há modelos para rodar apenas a roda traseira como as duas, para garantir uma simulação mais próxima do pedal na rua.

MAGNÉTICO

São rolos robustos que se enquadram em um nível intermediário de equipamento. Oferecem a vantagem de serem silenciosos e bastante funcionais, mas ainda assim não atendem a treinos que precisam de mais recursos, como a resistência na rolagem.

HIDRÁULICO

Oferecem ajustes precisos de resistência para a roda traseira e contam com sistema de fixação e suporte mais robustos. Em geral, são os melhores rolos do mercado, por isso têm valor maior.

Há uma série de vantagens acopladas ao uso de um rolo de treino em seu pedal. Eles são muito voltados aos ciclistas que buscam aumento de performance em curto prazo. Ou mesmo, praticar uma atividade física em casa, para começar a entrar no ritmo do pedal.

Em ambos casos e em outros, os ganhos são os mesmos.

Fato é, em todos os casos, os rolos de treino garantem um excelente exercício físico, seja se você quer pegar leve ou pesado na bike.

O importante agora e seguir as orientações dos Orgãos de Saúde Pública e ficar em casa afim de evitar aglomerações e contato com outras pessoas.

Vamos cuidar da saúde, mas sem deixar de praticar exercícios físicos. Da para pedalar em casa e tirar proveito dessa crise.

Publicado em

Exercícios ao ar livre ajudam a prevenir o coronavírus.

Se a prática de exercícios físicos ao ar livre é uma recomendação geral dos médicos, a medida se torna ainda mais importante durante a pandemia de coronavírus. As atividades físicas, especialmente em ambientes abertos, ajudam a fortalecer o sistema imunológico, o que faz com o que o corpo produza respostas mais rápidas e eficazes a organismos invasores, caso do Covid-19.

“Os hábitos de vida saudável devem ser seguidos a todo momento. Nós precisamos de um sistema imunológico competente para combater as infecções no momento certo, como o coronavírus. Não existe nenhuma recomendação para interromper os exercícios físicos, pelo contrário, deve-se manter a saúde e os hábitos saudáveis principalmente neste momento”, explica o infectologista Pablo Sebastian.

O sistema imunológico serve como uma proteção. Ele representa a defesa de nosso corpo contra doenças, vírus e bactérias. Por este motivo, é necessário mantê-lo forte, e a atividade física, uma boa alimentação e a hidratação são os principais responsáveis por este processo.

Segundo alguns estudos, a prática de atividade física deixa mais eficiente os linfócitos T, células entre as principais em todo o trabalho de imunidade do corpo contra processos infecciosos. Em períodos como o atual, é ainda mais importante que o exercício seja realizado ao ar livre, já que em ambientes fechados a contaminação ocorre mais facilmente.

“É fundamental que todos prefiram as atividades ao ar livre, pois estamos passando por uma fase de transmissão comunitária do vírus, em que as pessoas mesmo sem um contato físico, podem ser infectadas”, explica o infectologista.

É preciso, no entanto, tomar cuidado com a intensidade e o volume dos exercícios durante períodos como atuais, já que o excesso de esforço pode acabar tendo o efeito contrário e ocasionando um enfraquecimento do sistema imunológico.

O que pode ser prejudicial é a prática esportiva em excesso, pois você pode debilitar seu sistema imunológico. Então, para não piorar sua imunidade, aposte em uma alimentação balanceada, hidrate-se corretamente e faça atividades físicas controladas.

Cuidados básicos para a prática esportiva durante a pandemia:

  • Prefira exercícios ao ar livre;
  • Se o treino for feito em academia, use álcool gel 70% e lenços de papel para higienizar os aparelhos, antes e depois de usá-los;
  • Lave bem as mãos com água e sabão sempre que possível;
  • Evite tocar o rosto, especialmente mucosas, boca, nariz e olhos – mesmo após o uso do álcool gel ou após lavar suas mãos;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal como garrafas de água e toalhas de rosto, além de talheres.
  • Mantenha-se hidratado, com uma dieta equilibrada e atividade física regular para fortalecer o sistema de defesas do organismo;
  • Ao tossir ou espirar, cubra sempre com o braço ou com lenço de papel (descarte imediatamente após o uso). É importante não utilizar às mãos, pois terão contato com aparelhos e outras superfícies;
  • Evite revezamento de aparelhos na academia.

Fiquem atentos aos sintomas: Febre, cansaço e tosse seca:

Algumas pessoas também podem apresentar dores no corpo, coriza, congestão nasal, dor de garganta e diarreia.

No caso de apresentarem esses sintomas o indivíduo deve procurar imediatamente um posto de saúde.

Prevenir é a melhor forma de combater o Coronavírus.

Publicado em

A importância do uso do capacete ao andar de Bike.

Praticar uma nova atividade exige sempre um preparo. Há esportes que podem demandar maior esforço muscular, equilíbrio, técnica, acessórios adequados. Há os que também necessitam de grande atenção com a segurança.

O ciclismo é um destes. Praticar exercícios com bicicleta envolve riscos, principalmente em áreas urbanas, e muito se discute a relevância do uso de equipamentos.

O capacete faz parte de uma gama de equipamentos e recomendações bastante difundidos no ciclismo. Por exemplo, é aconselhado que se use roupas claras ou chamativas durante o passeio, para que motoristas possam discernir o ciclista do ambiente urbano, geralmente escuro. Outras orientações e advertências, entretanto, não tiveram tanta atração dos praticantes. O espelho retrovisor do lado esquerdo, o pisca traseiro e o farol dianteiro são menos vistos entre os ciclistas.

Algumas pessoas podem achar incômodo e até um exagero usar o capacete enquanto pedala. Assim como uma roupa, você deve investir o seu tempo para escolher um capacete que esteja de acordo com as suas necessidades e com o seu estilo de vida.

O capacete fabricado com EPS, nada mais é do que aquele feito com isopor. Só que não estamos falando daquele tipo que encontramos em papelarias. Esse aqui é um isopor especial, muito mais resistente.

Ele possui várias aberturas, o que facilita a ventilação e ajuda a proteger um pouco da nuca, as laterais e a parte frontal do crânio. Esse tipo é bastante versátil porque pode ser utilizado para lazer, para esporte, ciclo turismo, dentro ou fora da zona urbana.

Existem os capacetes que são específicos para determinado tipo de modalidade esportiva. Por exemplo, os capacetes de contrarrelógio possuem uma aerodinâmica melhor, com uma forma parecida de uma gota de água. São um pouco mais alongados na parte posterior se comparado aos outros modelos e alguns até oferece uma viseira.

Alguns capacetes de bike são fechados e muito parecidos com os de motocicleta. São chamados de full face e nessa categoria temos o Downhill e o BMX. A intenção aqui não é apenas proteger o crânio em si, mas toda a face, principalmente queixo e boca.

Como escolher o capacete certo?

O primeiro item que deve ser levado em consideração na hora de escolher o seu capacete é a finalidade para a qual ele será usado. O tamanho do capacete é em centímetros, medido pelo tamanho da circunferência da cabeça que tem como marco, 2 dedos acima da orelha.

Também não adequado comprar um capacete que seja exatamente do tamanho da sua cabeça, ele ficará apertado, podendo até prejudicar a circulação sanguínea. Também não pode ficar muito folgado pois, pode trepidar em ambientes muito acidentados.

Caso tenha dúvidas na hora de comprar o seu capacete, venha visitar uma de nossas lojas da Indy Bike e converse com nossos consultores que darão a você toda assessoria na hora da compra.

Pedale com segurança!

Publicado em

Bicicleta pode ser uma importante aliada para a qualidade de vida.

Pedalar pode trazer inúmeros benefícios para a saúde física e mental, além de contribuir para o melhoramento da mobilidade urbana.

Desde o final do século 19, quando a bicicleta chegou ao Brasil, trazida pelos imigrantes europeus, o veículo tem mostrado o seu potencial como um aliado na manutenção da qualidade de vida. Embora comumente associada ao universo infantil – muitas crianças sonham com a primeira bicicleta – e ao universo esportivo, a bicicleta não só pode ser utilizada para a prática de exercícios e nos momentos de lazer, mas também para o deslocamento diário.

Mas, incorporar o hábito de pedalar à rotina exige do ciclista alguns cuidados. Observar as normas de trânsito e utilizar equipamentos adequados não só ajudam a assegurar a segurança do ciclista, como também influenciam diretamente em seu bem-estar.

Considerado uma das formas de lazer mais acessíveis, o hábito de andar de bicicleta pode impactar positivamente a saúde do ciclista.

Também é possível queimar cerca de 2.000 calorias por semana pedalando por uma hora todos os dias (uma média de 300 calorias perdidas por dia e, ao final de um ano, cerca de cinco quilos de gordura perdidos) e melhorar a saúde dos pulmões. A bicicleta ainda pode ajudar na recuperação de lesões (melhorando a força, equilíbrio e coordenação motora) e, adicionalmente, a prevenir problemas como artrite, osteoporose e lesões ósseas em geral. Quem sofre de depressão, ansiedade e estresse também pode ser beneficiado, pois a prática favorece os níveis de endorfina, acabando com o mau humor e favorecendo o bem-estar.

Pessoas que se deslocam para o trabalho pedalando têm duas a três vezes menor exposição à poluição, se comparadas às pessoas que se dirigem por meio de transporte público ou carro.

Razões para incluir a bicicleta na rotina

Quem ainda não se convenceu de que os benefícios dessa prática são atraentes para a saúde, também pode levar em conta o bem que as pedaladas podem fazer ao bolso. Os preços dos combustíveis e do transporte público aumentam constantemente, e a bicicleta dá uma sensação de independência, já que o ciclista tem a possibilidade de escapar do trânsito dos grandes centros e pode, de quebra, conhecer novos lugares. Quem não pode pagar um personal trainer ou mesmo uma academia também pode fazer da bicicleta sua aliada para manter a forma. Outra opção para iniciar é alugar uma bike, sem ter grandes gastos com a aquisição ou problemas com manutenção e armazenamento. 

Checklist da segurança

Antes de se aventurar pelo trânsito, é preciso estar atento às regras de segurança.

Confira o que é necessário observar para pedalar com tranquilidade:

  • Iluminação eficiente;
  • uso de capacete, luvas e óculos;
  • nunca andar na contramão;
  • manter distância das portas dos carros;
  • andar sempre que possível à direita;
  • Dar preferência às ciclovias e ruas calmas nos deslocamentos;
  • estar atento à sinalização;
  • deixar a calçada para os pedestres;
  • nunca avançar sinais de trânsito;
  • não trafegar pelas faixas de ônibus.

Está pensando em adotar a bicicleta? Ótimo! No parque, na ciclovia ou na praia pedale sempre com segurança e respeite a sinalização.

Publicado em

Conheça 7 benefícios de pedalar e dê adeus ao sedentarismo.

A bicicleta já foi um dos principais meios de transporte no mundo, mas hoje a história é bem diferente. Grande parte das pessoas nunca teve uma bicicleta própria ou deixa a sua cheia de teias de aranha na garagem. Seja por preguiça ou falta de tempo, quem não costuma pedalar está perdendo inúmeros benefícios – desde definir músculos até melhorar a frequência cardíaca. Conheça sete vantagens em pedalar e seja mais um adepto desse exercício físico.

1. Faz bem à saúde

Andar de bicicleta pode ser comparado à caminhada ou até mesmo à corrida. Em um passeio de cerca de 40 minutos, três vezes por semana, já é possível dar adeus a diversos problemas decorrentes do sedentarismo. Antes, entretanto, recomenda-se fazer uma avaliação médica para determinar a intensidade do exercício, já que cada pessoa apresenta um determinado peso e condicionamento físico.

2. Trabalha os membros inferiores

Andar de bicicleta trabalha os grandes grupos musculares das pernas e ainda estimula a contração do abdômen, pois a atividade exige uma postura ereta do usuário. Pedalar é um exercício aeróbico e de resistência muscular, o que melhora o condicionamento físico do praticante.

3. Funciona como meio de transporte

A bicicleta já foi amplamente utilizada como meio de transporte, mas mudanças culturais fizeram com que ela passasse a ser vista apenas como um instrumento de lazer ou de ciclista profissional.

 

Outra grande razão que desestimula o uso da bike como meio de transporte é a falta de infraestrutura e educação de grande parte dos motoristas. Então, para quem não quer encarar os veículos motorizados, use a bike para trajetos curtos e de pouco movimento, como uma ida ao supermercado.

4. Melhora a frequência cardíaca

A intensidade de um exercício é controlada pela intensidade do batimento cardíaco de quem o pratica. Desse modo, é possível fortalecer o coração com um passeio de bicicleta, já que esta é uma atividade aeróbica.

5. Oferece baixo impacto

Quando caminhamos ou corremos, todo nosso peso é jogado sobre as pernas, o que pode forçar as articulações dos membros inferiores. Sentado, entretanto, você distribui melhor a sua massa e não sobrecarrega nenhuma parte do corpo, por isso, a bicicleta é recomendada para quem está começando a fazer exercícios ou está acima do peso.

6. Tem baixo custo de manutenção

É possível comprar uma bicicleta de boa qualidade com um custo bem acessível. Apesar do custo desse investimento inicial, a manutenção do instrumento é baixíssima. São pequenos os reparos que devem ser feitos e grande parte deles pode ser realizado pelo próprio usuário, pois não exigem grande conhecimento sobre o assunto. Os maiores gastos ocorrem quando é necessária a troca de pneus ou uma revisão geral, que ocorre apenas uma vez por ano.

7. Sensação de liberdade e independência

Imagine poder tomar rotas alternativas, passar em meio aos carros e ainda não afetar de maneira alguma o meio ambiente. Essa é a sensação de quem anda de bicicleta. Em cima dela, é possível observar melhor tudo o que acontece a sua volta e você ainda foge do estresse de quem está preso no trânsito.

Sem dúvidas, há diversos benefícios de andar de bike para sua saúde, e se você ainda não comprou a sua, venha conhecer a Indy Bike e fale com nossos consultores que vão ajudar você a escolher a bike que mais se adapta a você. Visite: loja.indybike.com.br.

Publicado em

Bicicletas elétricas são uma alternativa para a mobilidade urbana.

Gastos com combustível e manutenção, passagens de ônibus, metro e estacionamento, todos esses fatores têm posicionado a bicicleta elétrica como uma alternativa mais barata em relação aos demais meios de transporte.

Não apenas pelo aspecto econômico, mas pelo ganho de tempo em deslocamento, impacto positivo na saúde, sem falar na questão ecológica e pela sustentabilidade do planeta. Quem anda de bike nos grandes centros urbanos via de regra conseguem escapar dos grandes engarrafamentos, economizando um tempo precioso em relação aos meios de transporte convencionais.

Mas para as pessoas que precisam transitar por regiões onde tem vias inclinadas ou percorrem grandes distancias e não possuem boa resistência física, as bicicletas elétricas tem se tornado uma opção cada vez mais acessível e confortável.

São muitas as vantagens para quem opta pelo uso de uma bicicleta elétrica. Como estas bikes estão cada vez mais eficientes e práticas, o ciclista conta com um meio de transporte extremamente ágil e versátil.

Eficiência
Uma boa bicicleta elétrica conta com uma autonomia entre 25 e 50 quilômetros, variando de acordo com o peso do ciclista, da inclinação da via e da potência utilizada. Esta autonomia é suficiente para percorrer a maioria dos trajetos diários, como de casa para o trabalho, além de idas à shoppings, supermercados e bancos.

Para alcançar esta quilometragem, as bikes contam com uma bateria de lítio e seu sistema é mais leve e eficaz. Com o tempo de carregamento total de aproximadamente 6 horas, e podendo ser feito com a bateria na garupa ou fora dela, as baterias são práticas, e impulsionam o motor de uma bicicleta elétrica a velocidades de até 25km/h, com até 5 opções de potência.

Caso a carga da bateria acabe, ou o ciclista desligue o sistema, a bicicleta elétrica pode ser usada como uma simples bike de passeio.

Praticidade
Não é difícil achar pessoas que comparem as bikes elétricas à pequenas motos, tanto em peso como em praticidade. No entanto, as bicicletas elétricas pesadas e desengonçadas ficaram no passado.

Existem no mercado, bikes que combinam agilidade com praticidade e beleza. Para os que que não possuem espaço, uma bicicleta elétrica dobrável pode ser uma ótima opção. Modelos como este acima são fáceis de dobrar e desdobrar, e se encaixam em qualquer lugar.

As existências de seguros para bicicletas elétricas também facilitam a vida de quem pedala na cidade. Protegidos contra furto qualificado, assalto, acidentes com o veículo transportador, entre outras coberturas, os ciclistas ganharam a tranquilidade para pedalar pelos trajetos diários.

A facilidade para manejar e se deslocar, aliado aos benefícios em relação à outras formas de transporte, promovem a bicicleta elétrica como uma opção revolucionária para o transporte urbano. Com o desenvolvimento de novas tecnologias e incentivo ao uso das bikes, os ciclistas só têm a ganhar, bem como a cidade e seus cidadãos.

Venha conhecer as bikes elétricas aqui na Indy Bike. Trabalhamos com as melhores marcas do mercado. Visite-nos e experimente essa nova sensação!

Publicado em

8 motivos para você pedalar no verão.

Que tal começar a pedalar no verão? Selecionamos algumas vantagens que vão fazer você adorar essa ideia!

Além de ser uma atividade física, colocar o ciclismo como parte da sua vida, vai permitir que você tenha uma sensação de bem-estar incrível.

E como estamos em pleno verão – nada melhor do que aproveitar toda essa empolgação para começar a pedalar.

Você pode estar pensando que pedalar no verão pode ser desconfortável. Afinal, nossas temperaturas não são nada agradáveis nessa época do ano.

Por isso, fizemos uma lista dos motivos porque você deveria, mesmo no verão, subir na bicicleta e pedalar.

 

1. Melhoria da função cardiovascular

Andar de bicicleta é uma atividade aeróbica, o que significa que o coração, os pulmões e os vasos sanguíneos se exercitam.

Com o tempo, o ciclismo reduzirá sua pressão e sua frequência cardíaca em repouso.

Andar de bicicleta um pouco mais rápido, ou em subidas é o tipo de atividade física vigorosa que muitos de nós não sabemos.

O ciclismo é recomendado como uma forma ideal de exercício para melhorar saúde e bem-estar.

 

2. Tônus muscular

O ciclismo vai te ajudar a construir músculos, especialmente quadríceps, glúteos e os músculos da panturrilha.

Quanto mais massa muscular você construir, mais fácil será queimar a gordura.

Dependendo de como você pedala, também pode tonificar e construir a parte superior do seu corpo.

Se você se mantiver sentado, seus braços e ombros também farão um bom exercício.

 

3. Faz bem para a cabeça

O ciclismo desencadeia a liberação de endorfinas. Elas são as substâncias químicas que fazem bem ao cérebro.

Com o aumento da saúde e da boa forma trazidas pelo ciclismo de forma regular, contribuem para uma visão mais feliz da vida.

 

4. Aumento da energia

O ciclismo cria resistência, força muscular e aumenta a nossa resistência física de modo geral.

Portanto, para muitos ciclistas novos, é um benefício inesperado ter mais energia para fazer as coisas do dia-a-dia.

Então, o que você está esperando para começar?

 

5. Perda de peso

Há uma razão pela qual os ciclistas profissionais são magros. O ciclismo queima calorias – e muitas!

O número de calorias eliminadas pode chegar a 1mil por hora.

Você pode até mesmo, se entregar às guloseimas que mais gosta depois de pedalar, isento de culpa, porque vai precisar substituir essas calorias de alguma forma.

Se você unir o ciclismo com uma dieta equilibrada, ele pode ajudar você a perder peso e mantê-lo afastado do sedentarismo, melhorando a sua qualidade de vida, sensação de bem-estar e até mesmo, a sua expectativa de vida.

 

6. Reduz o estresse

Nós todos sabemos que o estresse é um grande assassino. Mas, você sabia que o ciclismo pode ajudar – e muito – a aliviá-lo?

Andar de bicicleta pode afastar a sua mente de problemas, ou dar-lhe uma chance de pensar sobre eles de uma forma mais calma.

Ir de bicicleta para o trabalho pode ajudar a evitar aquela sensação de desespero por estar atrasado por conta do engarrafamento ou até mesmo porque o seu transporte atrasou.

Qualquer ciclista pode sentir a liberdade envolvida em pedalar em um belo dia de sol

Você já experimentou?

 

7. Uma nova forma de enxergar a vida

Uma grande vantagem do ciclismo, que muitas vezes é esquecida é que ele pode te mostrar sua cidade, bairro e trajetos de uma forma pela qual você nunca viu.

Você vai descobrir novos caminhos, rotas, novos lugares para visitar e apreciar muito mais esses detalhes do que quando viaja de carro.

O ciclismo também pode abrir uma nova dimensão social em sua vida.

Se você optar por se juntar a uma tribo ou andar com seus amigos e familiares no fim de semana, terá uma grande oportunidade de melhorar os relacionamentos existentes e formar novos.

 

8.Mas e o suor?

Assim como qualquer outro exercício físico, pedalar vai te fazer suar e isso pode ser um impeditivo para você nos dias quentes do verão.

Porém já pensou que a bike elétrica pode te ajudar a resolver esse problema? As e-bikes te ajudam no esforço e assim você faz um esforço menor e garante chegar inteirinho aos seus compromissos!

Você está pronto para começar agora e pedalar ainda nesse verão?

Deixe que esse pensamento e essa sensação tomem conta de você e, descubra como pedalar pode ser o seu mais novo hábito prazeroso.

Seja no lazer, com a família; no trajeto do trabalho, com uma bicicleta elétrica; ou em grupo, com amigos que pedalam semanalmente, o ciclismo pode fazer você se apaixonar.

Publicado em

Conheça 10 motivos para você comprar uma bike elétrica.

Vários países como a China, o Japão, os Estados Unidos e Alemanha usam as bikes elétricas como meio de transporte no seu dia a dia. Além de ser uma ótima opção para fugir dos congestionamentos, elas ajudam a desafogar o trânsito, proporcionam mais liberdade e qualidade de vida. Confira 10 motivos para incluir as bikes elétricas na sua rotina:

1 – Mais tempo

A bike elétrica é a melhor opção para percorrer curtas e médias distâncias. Com uma bike você não precisa enfrentar o trânsito, você chegará mais rápido ao seu trabalho, compromissos e terá muito mais tempo fugindo dos congestionamentos.

2 – Qualidade de vida

É evidente a qualidade de vida que uma bike pode proporcionar! Mais tempo, saúde, liberdade, menos estresse! São vários os benefícios que influenciam diretamente a sua rotina. Seu dia a dia pode ser muito mais leve com uma bike elétrica.

3 – Economia

Enquanto um carro gera vários gastos como multas, combustível (é válido lembrar que recentemente houve um aumento de tributo nos combustíveis) estacionamento e taxas, com a bike elétrica você necessita apenas de energia elétrica e algumas pedaladas! Sabe quanto nossas bicicletas elétricas gastam por km rodado? Apenas R$0,02 centavos.

4 – Saúde

Não é por ser uma bike elétrica que você não poderá pedalar, basta desligar o motor e você poderá usá-la como uma bike comum. Andar de bicicleta pode ser comparado à caminhada ou até mesmo à corrida. Em um passeio de cerca de 40 minutos, três vezes por semana, já é possível dar adeus a diversos problemas decorrentes do sedentarismo. Antes, entretanto, recomenda-se fazer uma avaliação médica para determinar a intensidade do exercício, já que cada pessoa apresenta um determinado peso e condicionamento físico.

5 – Previsibilidade

Com uma bicicleta elétrica você não ficará refém do trânsito e das greves de metrô e ônibus. Seu trajeto será sempre previsível, você saberá a hora que chegará ao seu trabalho e compromissos.

6 – Mobilidade

Além de chegar sempre mais rápido, você estará ajudando o fluxo na cidade. Melhorando a mobilidade urbana, desafogando o trânsito e tornando o cenário da cidade muito melhor!

7 – Praticidade

Para quem ainda não andou de bike elétrica, talvez imagine que ela seja um bicho de sete cabeças, mas não! As bikes elétricas são super práticas. Elas possuem bateria removível, você pode deixar sua bike no estacionamento do prédio onde trabalha, ou onde mora, subir com a bateria e recarregá-la em qualquer tomada.

8 – Liberdade

Bicicleta é liberdade! Imagine o seu dia a dia sem precisar ficar preso dentro de um carro e poder ir trabalhar ao ar livre. Chegando rápido e sem trânsito!

9 – Meio ambiente

Que tal contribuir para uma cidade mais limpa e menos poluída? As bikes elétricas são um meio de locomoção totalmente sustentável.

10 – Conforto

Por ser uma bike elétrica você não precisa se esforçar como em uma bike comum. Sem suór, pois com algumas pedaladas a motor da bike te impulsionará. E no dia que estiver mais disposto, poderá usá-la como uma bike comum, apenas desligando o motor.

Gostou dessas dicas? Quer saber mais sobre a bike elétrica? Então visite uma de nossas lojas da Indy Bike e fale com nossos consultores que vão tirar todas as suas dúvidas e ainda você pode fazer um Test Bike.

Publicado em

Vai viajar? Saiba como transportar sua bike com segurança.

Com a chegada do verão e das férias escolares, muitas pessoas viajam em busca de diversão.

Mas para isso é preciso saber as formas de transportar sua bike com segurança:

No carro

 Suporte de traseira

É o suporte mais barato para carregar sua bike. Prende-se o suporte ao porta malas do carro usando fitas e a bike fica amarrada no suporte. Este é um tipo de suporte que quebra um bom galho! Tem muita gente que anda centenas, até milhares de km transportando a bike neste tipo de suporte. Mas não é o mais prático nem o mais seguro.

Não é muito prático porque você precisa colocar tudo o que gostaria no porta malas e depois prender o suporte e amarrar a bike e se esqueceu de colocar alguma coisa no porta malas ou precisar tirar, pronto, vai ter que desfazer tudo e isso acontece!

Pela nossa legislação nada pode tampar a placa do carro, então se o suporte ou a bike o fizerem, você precisa amarrar uma outra placa na frente da bicicleta. As luzes de freio, pisca e etc. também não podem ser obstruídas, caso isto aconteça vai ter que comprar um suporte de placa com luminoso para colocar sobre a bike.

Suporte de engates

Este é um tipo mais seguro que o anterior porque o suporte fica preso ao engate ou reboque do carro. Normalmente eles ficam bem firmes. Como os engates são projetados para puxar carretas, uma bike não oferece carga suficiente para correr o risco de soltar. Existem vários tipos de suporte de engate, desde os mais simples que são idênticos aos anteriores, porém preso ao engate, até uns bem sofisticados com placa, luz de freio, seta e que dão muito pouco trabalho para colocar no engate e para prender as bicicletas.

Rack de teto

Uma solução definitiva para transportar sua bike, que ficará sempre instalado e pronto para ser utilizado. Ter um rack de teto é uma comodidade enorme para quem transporta a bike com frequência. Você tem o trabalho de instalação uma única vez e pronto. Normalmente eles ainda são mais fáceis de prender a bicicleta que os racks de traseira. Uma outra vantagem dele em relação aos demais é em uma batida traseira. Se alguém na estrada ou cidade bater na traseira do seu carro, suas bikes estarão protegidas no teto do carro. O inconveniente fica por conta do preço, toda vez que trocar de carro, terá que trocar o rack (porém as canaletas que carregam a bike podem ser aproveitadas em todos os carros). Na estrada, quando o vento está muito forte, também é possível sentir uma perda de dirigibilidade e um aumento no consumo de combustível. Neste tipo de suporte o preço também influi na qualidade, quanto mais caro, mais fácil de prender a bike e mais firme ela fica.

Enfim qual a melhor opção?

Seu bolso e a quantidade de vezes que você usa que irão dizer. Todos os métodos de transporte citados aqui funcionam. Uns são muito fáceis de prender a bike e ela fica muito segura, mas custam mais caro que muitas bicicletas. Outros são muito mais baratos, mas dão muito mais trabalho para colocar e você vai ter que ficar conferindo de tempos em tempos se tudo está bem preso. Caso use muito, tenha uma bicicleta com alto valor pessoal para você e está com o orçamento mais folgado, não tenha medo em investir mais em um suporte de primeira linha, eles realmente são muito bons. Mas se seu orçamento é limitado, vai usar o suporte só nesta viagem, sua bicicleta não é tão cara assim, um mais simples cumprirá a tarefa de leva-la com segurança até o seu destino final.

Sempre vale a pena pesquisar um pouco mais por suportes mais sofisticados com sistemas ou travas antifurto que se prendem ao veículo para evitar roubo e surpresas desagradáveis em momentos de lazer.

Visite uma de nossas lojas Indy Bike e converse com nossos consultores que vão solucionar suas dúvidas e indicar o melhor produto para você.

Boa Viagem!